O ciclo de Quintes: O que é e como usá-lo em sua escrita

para consistência com os muitos conteúdos relacionados à teoria musical encontrada on-line, usaremos aqui o sistema de classificação de anglófono (um , B, C, D, etc.)

Se você ainda não esteve familiarizado com a teoria musical, as noções do ciclo das acolhedores e das diferentes chaves podem ser despertadas em você entediado e confusão.

Mas a verdade é que você esfrega uma pequena teoria só resultará em uma conseqüência real: torná-lo melhor · e músico · nascido. Com ferramentas práticas, como o ciclo de Quintes, você não precisa derreter seus homens para progredir.

Afirando seu ouvido é uma coisa, mas para poder representá-lo visualmente através dele. O ciclo de Quintes podem dar uma tradução concisa para noções que podem parecer vertiginosos.

Neste artigo, mostrarei como o diagrama do ciclo das quintas funciona e ajudará você a entender como aplicá-lo à sua escrita de música .

O que você precisará entender o ciclo de Quintes

Para obter o maior benefício deste artigo, você terá que ter uma compreensão sobre quais são os acordos e qual Jogue na música.

Abordagem A teoria só pode tornar você melhor · e em sua prática musical.

Uma vez atualizado, certifique-se de ter um lápis e uma folha de papi Er disponível. A melhor maneira de memorizar o ciclo de Quintes é de fato copiá-lo manualmente e tomar notas.

primeiro, vamos resolver as chaves e sua armadura.

Quais são as chaves e armadura?

As chaves ou intervalos, permitem que você coloque a colocação das notas de uma música. Diferentes faixas têm diferentes armaduras ou sequências únicas de mergulhos, corpos e chamadas notas naturais. A armadura de uma gama representa todas as notas alteradas.

As decisões (#) (não ser confundida com o símbolo das palavras-mergulho ou hashtags) são símbolos que representam notas posicionadas um semi- tom acima de sua versão não alterada. Por exemplo, o natural é em todas as oitava em uma chave branca, enquanto o C # é um semi-tom acima, em uma chave preta:

As glândulas (b) (não se confundir com pequeno bonito b) operar da maneira oposta. Por exemplo, se pensarmos sobre a naturalidade, que também corresponde a uma chave branca no teclado, a alteração AB corresponderá à chave preta logo abaixo.

A chave para C Maior é apenas notas naturais , sem mergulhos ou baixos: C – D – E – F – G – A – B

Por outro lado, uma chave como C # tem sete decisões: C # – D # – F # – g # – um # – B #

É bom notar que em diferentes casos e para diferentes faixas, corpos e mergulhos podem ser aplicados às mesmas notas.

A melhor maneira de memorizar o ciclo das Quintes é desenhar e fazer anotações.

não Preocupações se tudo isso ainda parece um pouco confuso.

Estude o ciclo, tome nota de alguma armadura diferente e use-os para construir acordes. Em breve, tudo começará a fazer sentido.

O ciclo de se apresentar

o círculo de quintas

O ciclo de Quintes é uma representação visual das notas que você ouve na música. Este começa na sua cimeira pela chave de C Major. O ciclo é dividido entre os mergulhos (lado direito) e o apartamento (lado esquerdo) que são encontrados quando é através dele.

Use o C do meio do teclado para poder seguir os exemplos para vir.

Iniciar direito

Vamos começar com as principais notas no lado direito do círculo.

O círculo é apelidado de ciclo das acalmadas porque cada A tecla é separada do seguinte por um intervalo de clain (a distância entre C e G no ciclo acima corresponde, por exemplo, a um quint).

Iniciar em C maior. Como a faixa de C Major não possui alterações, as notas nesta faixa são as seguintes: C – D – E – F – G – A – B

Vamos agora para G, o intervalo a seguir.
Você notará no anel externo do ciclo (pato azul) uma libra faz sua aparência.

As notas na chave de G Major são: G – A – B – C – D – E – F #

A chave de C não tem mergulhos, a chave de G tem uma chave afiada, a chave D tem dois, assim por diante.

Como agora você sabe que G Major tem 2 dens, tente escrever as notas da tecla G usando o ciclo para confirmar quais notas são alteradas.

Uma nitidez é adicionada a cada 60 até chegarmos ao final do ciclo com a tecla F #. A tecla F # também pode ser vista como a tecla GB.

Vire à esquerda

Vamos agora abordar o lado esquerdo do ciclo. Em vez de começar no topo, começaremos onde ficamos. Vamos pegar o GB.

movendo-se na direção do sentido horário, os corpos (caixas amarelas) se movem em intervalos de Quintes, bem como os mergulhos. Mas em vez de adicionar um downs cada vez, o ciclo faz o oposto e remove um apartamento com cada nova chave.

Por exemplo: A tecla GB tem seis planos, db tem cinco, AB tem 4, etc.

O padrão continua até nos encontrarmos em C Major, sem alterações. Tente escolher uma nota no lado esquerdo da ilustração e escrever todas as suas alterações.

Mova-se nos intervalos menores

agora que você tem um melhor plugue nas principais notas, menores As notas não devem ser complicadas para resolver.

Comece na parte superior do ciclo com um menor. O espaçamento pelas Quintes e a adição de mergulhos opera da mesma maneira que as principais notas.

A tecla menor também pode ser chamada de uma pequena gama menor de C Maior. Isso pode ser extrapolado a todos os intervalos e ilustra que diferentes intervalos principais e menores realmente usam as mesmas notas, começando em locais diferentes.

encantador, não é? Quando você estiver pronto, tente desenhar sua própria versão do ciclo de memória.

Construir acordes com o ciclo de Quintes

O ciclo de Quintes não é apenas para encontrar plases e doses em cada intervalo . Também fornece uma maneira simples de construir acordos básicos.

O ciclo de Quintes não é usado apenas para encontrar as glândulas e mergulhos em cada intervalo. Também fornece uma maneira simples de construir acordos básicos.

Construa alguns acordes básicos usando o ciclo de Quintes como referência.

Principais acordos

grandes acordos são construídos por sobrepor sua nota básica, um terceiro terceiro e um quinto perfeito.

Como olhamos aqui o ciclo de Quintes, sua quinte perfeita será, portanto, A uma distância de distância (no sentido horário) do seu fundamental.

Exemplo: O quin perfeito de C é g, uma steppic no ciclo. Você conhece 2 notas do seu c e g.

Mas como encontrar a terceira nota da tríade, ou terceiros?

Mova de uma diagonal simples desde o seu A quinte perfeita permitirá que você encontre a terceira nota do acordo: e.

O seu acordo principal é, portanto, C – E – G. A mesma dica funcionará ao longo do ciclo das Quintes para grandes acordos.

Construindo grandes acordes com o círculo de quintas

menores acordos

Construindo pequenos acordos é tão simples , mas o método a ser usado é ligeiramente diferente. Para este exemplo, vou construir um acordo c menor.

Um acordo menor começa com seu quin fundamental e perfeito, então novamente em um passo no sentido horário: G. Novo, você já tem 2 notas para o seu menor c Acordo: C e G.

O ciclo das Quintes lhe dá uma rede sobre a qual cair quando quiser correr o risco de escrever.

A terceira nota de um acordo menor é um terceiro menor. Para encontrar este terceiro menor no círculo, basta desenhar uma linha diagonal descendente desde os seus 60, depois abaixe um semitom. No caso de C menor, será uma questão de se mudar para e, em seguida, para alterá-lo para torná-lo um eb.

e é isso, você está lá, seu menor acordo é: C – EB – g

Construindo acordes menores com o círculo de quintas

Escolha uma nota no ciclo e tente construir sua própria base acordos usando este método. Esta é apenas uma das muitas maneiras de usar o ciclo de Quintes para obter um impulso teórico rápido e eficiente.

Uma vez que você esteja confortável em construção. Ok, você pode começar a usá-los para criar seus próprios acordos.

Como o ciclo de Quintos pode ajudar sua música a escrever

O ciclo de Quintos adiciona um novo contexto poderoso à maneira como você pode criar e interpretar música.

Uma preocupação recorrente para cada músico é o uso de “receitas” e, portanto, freqüentemente usam as mesmas progressões.

O ciclo das Quintes oferece uma rede de segurança quando deseja assumir riscos com sua escrita de música e mova-se um pouco diferente. Esta é uma ótima maneira de encontrar novos lugares para empurrar sua harmonia.

tantas outras coisas na vida, os conceitos teóricos que podem parecer complexos no começo não são mais se intimidando uma vez que tivéssemos tempo para mergulhar acima. O ciclo de Quintes é uma ótima maneira de acelerar esse entendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *